Estudo realizado em Portugal a trabalhadores com computador com dor crónica cervical


  • 109 trabalhadores com dor crónica cervical com uma média superior a 5 anos de dor crónica.

  • Apenas 11% destes trabalhadores estão a fazer algum tipo de tratamento.

  • 18% menciona que teve que tomar medicação analgésica ou anti-inflamatória no tempo superior a 24 horas devido à dor.

  • 45% revelou uma intensidade de dor moderada na última semana (4.62 numa escala de 0 a 10).

  • Este não é um estudo de prevalência (outro estudo está submetido para publicação). Existe uma prevalência elevada de dor cervical em trabalhadores com computador em termos mundiais.

Portugal tem que refletir nestes números.

É urgente criar opções de tratamento integradas no local de trabalho.




66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Consultas

Ekilibrius CentroTerapêutico

Estrada de Quarteira - Edifício Palmeira

8125-432, Vilamoura, Algarve

 

Segunda a Sexta - 9.00-20.00

Sábado - 9.00-13.00 ​​​

Consultas às quartas-feiras 9.00-20.00

Sinta Saúde

Estrada de Mafra, loja nº4 r/c esq. 

2710-374 Sintra, Lisboa 

Domicílios  

Área - Vilamoura, Quarteira, Almancil, Albufeira, Quinta do Lago, Loulé

Tel: +351 965 726 125

E-mail - alexandrempnunes@gmail.com

  • Unknown-1
  • Unknown
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social

© 2020 by Alexandre Nunes. Proudly created with Wix.com